sábado, dezembro 08, 2007

Chá de Natal



Frei Domenico Celibrini, Giovani d’Amore e Stefano Nanni foram os convidados da segunda edição do “Chá com Lágrimas”, que decorreu sob o título “Chá de Natal”. De novo, a Sala Jardim do Hotel foi palco da iniciativa que junta a Fundação Inês de Castro, o Hotel Quinta das Lágrimas e as Edições MinervaCoimbra.

Utilizando como tema da sua intervenção, “O Natal hoje”, o burro e a vaca que sempre marcam presença no Presépio, Frei Domenico recordou que eles salientam a vida quotidiana, carregando as penas do dia a dia e querendo mostrar que a vida não é só o Dia de Natal. E “não se pode celebrar um dia de festa sem se celebrar o quotidiano”, afirmou. Até porque “nem tudo é trabalho e nem tudo é festa”.

É importante lembrar que a fadiga dos animais faz parte do dia a dia e que aquelas duas personagens fazem sentido mesmo nos dias mais tristes, mesmo não falando. Mas, salientou Frei Domenico, o Presépio tem outra personagem muda: o Menino Jesus. “O Natal é infante. O Natal é um Deus que se mostra e não falar, às vezes, dá sentido à palavra”.

Para Frei Domenico, “o Natal, hoje, é silêncio no meio do barulho. E faz sentido porque é silêncio que dá valor até à palavra mais insignificante”.

Depois de uma bela dissertação sobre o Natal, Giovani d’Amore e Stefano Nanni interpretaram algumas músicas tradicionais desta quadra e ainda alguns temas tradicionais italianos, país de onde são oriundos, encantando todos quantos estiveram presentes em mais um “Chá com Lágrimas”.

A próxima edição está agendada para 10 de Janeiro, às 17h00, no Hotel Quinta das Lágrimas, sob o tema “Chá com Inês”.










Sem comentários: