domingo, dezembro 07, 2014

«DOLINAS E LAGOAS EM SICÓ» DE CARLOS SILVA [APRESENTAÇÃO BIBLIOTECA MUNICIPAL DE SOURE] 29 DE NOVEMBRO, 15H00.



CONVITE

Apresentação do livro «Dolinas e Lagoas em Sicó» de Carlos Silva

"Dolinas e Lagoas em Sicó" de autoria do Prof. Doutor Carlos Silva na Biblioteca Municipal de Soure promovida pela Associação de Defesa do Património Cultural e Natural de Soure. Este livro constitui o nº 1 de "roteiros do património cultural e natural". Uma publicação de Edições MinervaCoimbra com o apoio das Terras de Sicó.

As dolinas e as lagoas são elementos do Património Natural/Património Geomorfológico do Maciço de Sicó. Explicam também o povoamento humano antigo neste Maciço, constituindo por isso um importante Património Cultural que interessa preservar e divulgar. Para quem gosta de Sicó, de turismo natureza, geoturismo e de turismo cultural "Dolinas e Lagoas em Sicó".

quarta-feira, novembro 12, 2014

«PALAVRAS SOLTAS NO OLHAR» DE CECÍLIA PEDRO [APRESENTAÇÃO NA BIBLIOTECA MUNICIPAL] 22 DE NOVEMBRO,16H00, MIRANDA DO CORVO






CONVITE. 22 de Novembro, 16H00. 

Câmara Municipal de Miranda do Corvo. 

Apresentação do livro " Palavras Soltas no Olhar

de Laura DaSilva [Cecilia Pedro], 

por Margarida Mota.

domingo, outubro 12, 2014

«GUERRA COLONIAL NA REVISTA NOTÍCIA» DE SILVIA TORRES NAS TERTÚLIAS "FIM DO IMPÉRIO" [APRESENTAÇÃO MESSE DE OFICIAIS -PORTO]






Decorreu na Messe dos Oficiais na Praça da Batalha no Porto no âmbito do 12º ciclo das tertúlias «Fim do Império» a apresentação do livro "Guerra Colonial na Revista Notícia", tese de mestrado da jornalista Sílvia Torres. Uma sessão muito participada que contou também com o ilustrador Fernando Gonçalves,"pai" do Zé da fisga", que possui um vasto currículo artístico (pintor, escultor e músico). A ilustração da capa deste livro é de autoria de Fernando Gonçalves. Coube ao Coronel José Belchior, Presidente do Núcleo do Porto da LC abrir e moderar a sessão.



sábado, outubro 11, 2014

CANCIONEIROS POPULARES - HISTÓRIA E MEMÓRIA [A PROPÓSITO DO CANCIONEIRO POPULAR DE BELISÁRIO PIMENTA] 18 OUTUBRO




CONVITE. MIRANDA DO CORVO. AUDITÓRIO MUNICIPAL 
18 de Outubro.15h00.

O Presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, o Dr. Edgard Panão 
e as Edições MinervaCoimbra têm o gosto de convidar para a sessão “Cancioneiros Populares – História e Memória”a propósito da 2ª edição do Cancioneiro Popular de Miranda do Corvo de Belisário Pimenta. A sessão que conta com Edgard Panão, que organizou a 2ª edição daquele cancioneiro, e com António Lopes Pires, Inspector de Ensino e perito naquela temática, realiza-se no próximo dia 18 de Outubro, sábado, pelas 15H00, no Auditório municipal.

sexta-feira, outubro 10, 2014

PROFESSOR DOUTOR FERNANDO REBELO [IN MEMORIAM]





Ao Amigo e Autor, Prof. Doutor Fernando Rebelo, aqui prestamos a nossa sentida homenagem. Professor Catedrático,  Reitor da Universidade de Coimbra entre 1998 e 2002, é o " mais eminente mestre das Ciências da Terra do nosso País. A Cultura e a Ciência portuguesas perdem um dos seus maiores vultos, a Universidade de Coimbra uma das suas referências incontornáveis." 
Obrigada Professor: pelas suas qualidades científicas, profissionais e humanas, pelo legado que nos deixa e por além de Amigo ser nosso Autor.


Março de 2008
A Livraria Minerva e o Departamento da Cultura da Câmara Municipal de Coimbra promoveram uma sessão das Terças-Feiras de Minerva sob o título “Inundações rápidas em Portugal – os riscos e as catástrofes”. Com uma intervenção da responsabilidade de Fernando Rebelo, ex-reitor da Universidade de Coimbra e docente de Geografia da FLUC, estiveram também presentes o governador civil do Distrito de Coimbra, Henrique Fernandes, o vereador da Cultura, Mário Nunes, o segundo comandante distrital de Operações de Socorro e ex-comandante dos Bombeiros Voluntários de Coimbra, Paulo Palrilha, e Isabel de Carvalho Garcia, das Edições MinervaCoimbra.

Abril de 2008


«A GEOGRAFIA FÍSICA DE PORTUGAL NA VIDA E OBRA DE QUATRO PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS»
Amorim Girão, Orlando Ribeiro, Fernandes Martins, Pereira de Oliveira



 Junho 2008



As Edições MinervaCoimbra promoveram o lançamento do  livro de Fernando Rebelo, “A Geografia Física de Portugal na vida e obra de quatro professores universitários": 

Amorim Girão, Orlando Ribeiro, Fernandes Martins e Pereira de Oliveira”, numa sessão que contou com a presença de docentes, alunos e de familiares e amigos do autor e dos homenageados.
A sessão contou com intervenções de Carlos Ascenso André, presidente do Conselho Directivo da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, local onde decorreu o lançamento, de Lúcio Cunha, presidente da Comissão Científica do Grupo de Geografia da FLUC, e de Isabel de Carvalho Garcia, das Edições MinervaCoimbra e do próprio autor.





Outubro de 2006


«Viagens pelo Brasil - Impressões de um geógrafo - Memórias de um reitor»




As Edições MinervaCoimbra promoveram, na Livraria Minerva, o lançamento do livro "Viagens pelo Brasil. Impressões de um Geógrafo. Memórias de um Reitor", da autoria de Fernando Rebelo. A apresentação da obra esteve a cargo de António Barbosa de Melo.







    Dezembro 2005


"Uma experiência europeia em riscos naturais", de Fernando Rebelo, editado pela MinervaCoimbra, e cuja apresentação esteve a cargo de Henrique Fernandes, governador civil do distrito de Coimbra. Na sessão estiveram ainda presentes, os vereadores Mário Nunes e João Rebelo.




A divulgação científica na área dos riscos aparece neste livro sob a forma de memórias de uma experiência europeia na investigação, reflexão e ensino de riscos (ditos) naturais. E se “a nossa relação com os riscos naturais não é fácil”, toda a experiência que surja relatada “com a solidez, clareza e pedagogia com que Fernando Rebelo o faz, é bem vinda”, referiu Henrique Fernandes. Para o governador civil, “promover a cultura de prevenção é, seguramente, obrigação de quem tem a responsabilidade de tudo o que tem a ver com a segurança dos cidadãos”.


sexta-feira, outubro 03, 2014

«JUDO ILUSTRADO- KYU & DAN» DE AUTORIA DE KIYOSHI KOBAYASHI






2ª edição de «Judo ilustrado - KYU & DAN» por Kiyoshi Kobayashi
Uma edição ADJC/MinervaCoimbra.

"O Judo Kodokan, que teve a sua origem no Japão, é um desporto muito conhecido, espalhado por todos os cantos do mundo. Milhares de pessoas novos e velhos, homens e mulheres, esforçam-se diligentemente por aprender Judo como parte integrante da sua vida…..
…. Jigoro Kano, o fundador do Judo acalentou mesmo o ideal de formar cidadãos responsáveis, através do treino físico e mental que o Judo desenvolve. Esta filosofia tornou possível o estabelecimento duma camaradagem internacional entre os judocas, bem como uma rápida expansão do Judo. Sobretudo no Japão, o Judo é inserido no currículo escolar como um vulgar curso de atletismo e um considerável número de organizações escolheram a prática do Judo com a finalidade primordial de formarem chefes responsáveis perante a sociedade."

quinta-feira, outubro 02, 2014

APRESENTAÇÃO DO LIVRO «GUERRA COLONIAL NA REVISTA NOTÍCIA» DE SÍLVIA TORRES [09 DE OUTUBRO, 15H00] MESSE DE OFICIAIS DO PORTO






CONVITE "TERTÚLIA FIM DO IMPÉRIO" 

Apresentação do livro «Guerra Colonial na Revista Notícia», tese de mestrado da jornalista dr.ª Sílvia Torres; com autora, editora dr.ª Isabel Garcia e ilustrador Fernando Gonçalves (pai do "Zé da fisga". Os t.-generais Francisco Correia, comandante do Pessoal; Chito Rodrigues, presidente da Liga dos Combatentes; Sousa Pinto, presidente da Comissão Portuguesa de História Militar; e o coronel José Belchior, presidente do Núcleo do Porto da LC, têm a honra de convidar a participar no 12.º ciclo da tertúlia Fim do Império, no Porto, a realizar na Messe de Oficiais, Pç. da Batalha.

- 09/10/2014: 15H00. Messe de Oficiais,Pç. da Batalha, Porto - 

segunda-feira, setembro 08, 2014

sábado, agosto 09, 2014

«O DESABROCHAR DO LÓTUS - O BRILHO DO DIAMANTE INTERIOR» DE IRENE VALENTE [APRESENTAÇÃO DIA 10 DE AGOSTO, 16H00] AUDITÓRIO DA CÂMARA MUNICIPAL DE ANSIÃO




CONVITE

O Presidente da Câmara Municipal de Ansião,
Dr. Rui Alexandre Novo e Rocha, as Edições MinervaCoimbra
e a Autora têm o prazer de convidar para a paresentação do livro

"O Desabrochar do Lótus - o brilho do diamante interior",
de Irene Valente.

A apresentação será feita pelo jurista Jorge-Corte Real.

A sessão integrada nas Festas do Concelho de Ansião decorre no próximo dia 10 de Agosto, domingo, pelas 16h00, no Auditório da Câmara Municipal.



O livro
Para o jurista Jorge Corte Real que prefaciou o livro  esta obra é um "  magnífico guia prático sobre espiritualidade" .
Através de Maria da Paz a autora convida o leitor a ler com calma e reflexão este livro que fala 
de transformações, de sofrimento, preocupações, esperança, alegria, força, coragem e demais sentimentos 
que fazem o verdadeiro sentido de viver de cada um de nós.

Segundo a autora " No Oriente a  Flor de Lótus significa pureza espiritual. Simboliza as infinitas potencialidades do ser humano. Quando aberta representa a criação do universo. O significado
mais importante da flor de lótus, para os budistas, é a pureza do corpo e da mente."
Através de Maria da Paz a autora convida o leitor a ler com calma e reflexão este livro que fala 
de transformações, de sofrimento, preocupações, esperança, alegria, força, coragem e demais sentimentos que fazem o verdadeiro sentido de viver de cada um de nós.

A autora
É licenciada em Enfermagem com especialidade em Enfermagem Médico-cirúrgica e Pedagogia Aplicada ao Ensino de Enfermagem.
Mestrado em Família e Sistemas Sociais na Escola de Altos Estudos do Instituto Superior Miguel Torga. Curso de Doutoramento em Investigação nas Sociedades Modernas na Universidade de Salamanca em Espanha. Formações complementares em Reiki, Cura Quântica, Apometria, Rometria, Magnified Healing, Piramidal Memories Transmutation e Fire Axe Activation, entre outras. Depois de alguns anos a trabalhar como Enfermeira a nível hospitalar, enveredou pela carreira do Ensino de Enfermagem, onde desenvolveu a sua Carreira Profissional na Escola Superior de Enfermagem da Guarda, e mais tarde, Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico da Guarda, de onde se aposentou em Abril de 2011.

Irene Valente depois de uma vida consagrada à enfermagem e ao ensino da enfermagem, a autora
retirou-se para se dedicar à escrita e ao estudo das terapias alternativas nas quais apresenta uma larga formação.Em 2013 publicou na MinervaCoimbra "Percursos, vivências e novos caminho" cuja edição se encontra praticamente esgotada. É ainda autora de diversos artigos publicados em Revistas da Especialidade, e dos livros: "Autoconceito em estudantes de Enfermagem"; "Autoconceito no Jovem Adulto" ; "Avaliação Sumativa" - Dissertação do curso de Pedagogia Aplicada ao Ensino de Enfermagem.

sexta-feira, julho 18, 2014

«CAMPOS DE SOMBRAS» DE EDGARD PANÃO APRESENTAÇÃO NO AUDITÓRIO MUNICIPAL DE MIRANDA DO CORVO [DIA 19 DE JULHO, 16H30]




O Presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, 
as Edições MinervaCoimbra e o Autor
têm a honra de convidar V. Exa. 
para a apresentação do livro

«CAMPOS DE SOMBRAS»  de Edgard Panão.

A apresentação será feita pelo Dra Rosa do Céu Amorim, 
(professora, escritora e poetisa).
A sessão realiza-se no Auditório da Câmara Municipal 
de Miranda do Corvo, 
dia 19 de Julho, pelas 16h30.



«CAMPOS DE SOMBRAS» DE EDGARD PANÃO APRESENTADO EM COIMBRA [18 DE JULHO, 18H30] CAFÉ SANTA CRUZ





CONVITE
As Edições MinervaCoimbra e o Autor têm o prazer de convidar para a apresentação do  mais recente livro de 
Edgard Panão «Campos de Sombras».
Dra. Rosa do Céu Amorim (professora, escritora e poetisa) apresentará a obra e Jorge Neves fará a leitura de alguns poemas.

A sessão realiza-se no próximo dia 18 de Julho, pelas 18h30, no Café Santa Cruz, Praça 8 de Maio, em Coimbra.



Sobre este primeiro livro de poesia de Edgard Panão, escreve no Prefácio,
a Dra. Rosa do Céu Amorim: 
«[...] Sempre o conheci como autor de belas prosas. Por isso me apetece já perguntar por onde e porquê se terá escondido, até agora, grande poeta, o autor destes belíssimos poemas, com estilos tão variados e com mensagens tão profundas e inquietantes, revelando tanta arte e tanto saber? O seu fino humor desarma o leitor mais sisudo (...)
(...) Ao ler Campos de Sombras, o leitor vai concordar comigo. Edgard Panão é poeta sempre: enquanto escreve, enquanto sonha, enquanto pensa, enquanto estuda, enquanto trabalha...enquanto vive.[...]»



Edgard Panão, é natural da freguesia de S. Miguel, concelho de Penela, distrito de coimbra.Para além de professor de Filosofia e História em vários liceus do país, foi director e professor da Escola do Magistério Primário de Aveiro, director e professor da Escola do Magistério Primário de Silva Porto 
(actual Kuito) Angola e ainda responsável pelos Serviços de Educação em Dili. 
Foi também vereador e presidente da Câmara Municipal de Estarreja. 

Desde 1993, altura em que se reformou, que se dedica à investigação de índole histórica e a publicar alguns trabalhos, 
dos quais se destacam Desde 1993, altura em que se reformou, que se dedica à investigação de índole histórica 
e a publicar alguns trabalhos, dos quais se destacam:

«O Moleiro Inteligente» (2000), 
«A reconstituição das famílias da freguesia de Salvador da vila de Miranda do Corvo» (2002), 
«Covseiro de Myranda» (2006), 
«Cartas a Ana de Leonardo» (2007),
«Os Trautos de Miranda» (2008), 
«Comentário - O outro lado da coisa» (2009),
«Os convencidos da Vida» (2010), 
«O Tombo da República-Ensaio sobre o período inicial do novo regime político (1910-1926)»(2011),
«Cancioneiro Popular de Miranda do Corvo»de Belisário Pimenta (2012)
« O Bulário da Casa Grande» 2013,
e «Campos de Sombra» 2014.
Os nove últimos livros com a chancela das Edições MinervaCoimbra.


terça-feira, julho 08, 2014

EDGARD PANÃO COM «CAMPOS DE SOMBRAS» NO MUSEU DE AVEIRO [9 DE JULHO, 18H00]






No âmbito do projeto "Leituras no Museu", 
realiza-se dia 9 de Julho, quarta-feira, pelas 18h00, 
no Museu de Aveiro, Av. Santa Joana Princesa, 
o lançamento do livro de poesia

«Campos de Sombras» 
de autoria de Edgard Panão

com edição da MinervaCoimbra. 

Rosa do Céu Amorim (professora, escritora e poetisa)
apresentará a obra e Jorge Neves fará a leitura de alguns poemas.

Edgard Panão, natural do distrito de coimbra, reside em Aveiro. Para além de professor de Filosofia e História em vários liceus do país,  
foi director e professor da Escola do Magistério Primário de Aveiro, director e professor da Escola do Magistério Primário de Silva Porto 
(actual Kuito) Angola e ainda responsável pelos Serviços de Educação em Dili. 
Foi também vereador e presidente da Câmara Municipal de Estarreja. 

Desde 1993, altura em que se reformou, que se dedica à investigação de índole histórica e a publicar alguns trabalhos, 
dos quais se destacam Desde 1993, altura em que se reformou, que se dedica à investigação de índole histórica 
e a publicar alguns trabalhos, dos quais se destacam:

«O Moleiro Inteligente» (2000), 
«A reconstituição das famílias da freguesia de Salvador da vila de Miranda do Corvo» (2002), 
«Covseiro de Myranda» (2006), 
«Cartas a Ana de Leonardo» (2007),
«Os Trautos de Miranda» (2008), 
«Comentário - O outro lado da coisa» (2009),
«Os convencidos da Vida» (2010), 
«O Tombo da República-Ensaio sobre o período inicial do novo regime político (1910-1926)»(2011),
«Cancioneiro Popular de Miranda do Corvo»de Belisário Pimenta (2012)
« O Bulário da Casa Grande» 2013,
e «Campos de Sombra» 2014.
Os nove últimos livros com a chancela das Edições MinervaCoimbra.

sexta-feira, junho 27, 2014

«O DESABROCHAR DO LÓTUS-O BRILHO DO DIAMANTE INTERIOR» DE IRENE VALENTE [APRESENTAÇÃO EM COIMBRA. 28 DE JUNHO. 15H30] CASA DA CULTURA




Temos o gosto de convidar para a sessão de apresentação do livro «o Desabrochar do Lótus-o brilho do diamante interior» de autoria de Irene Valente, enfermeira de profissão e professora de enfermagem. 
A apresentação será feita pela jurista Jorge Corte Real. Com apontamento musical por Flávia Valente. Casa Municipal de Cultura, 28 de Junho, 15H30. Coimbra


O Livro
Segundo a autora " No Oriente a  Flor de Lótus significa pureza espiritual. Simboliza as infinitas potencialidades do ser humano. Quando aberta representa a criação do universo. O significado
mais importante da flor de lótus, para os budistas, é a pureza do corpo e da mente."
Através de Maria da Paz a autora convida o leitor a ler com calma e reflexão este livro que fala 
de transformações, de sofrimento, preocupações, esperança, alegria, força, coragem e demais sentimentos que fazem o verdadeiro sentido de viver de cada um de nós.

A autora















É licenciada em Enfermagem com especialidade em Enfermagem Médico-cirúrgica e Pedagogia Aplicada ao Ensino de Enfermagem.
Mestrado em Família e Sistemas Sociais na Escola de Altos Estudos do Instituto Superior Miguel Torga. Curso de Doutoramento em Investigação nas Sociedades Modernas na Universidade de Salamanca em Espanha. Formações complementares em Reiki, Cura Quântica, Apometria, Rometria, Magnified Healing, Piramidal Memories Transmutation e Fire Axe Activation, entre outras. Depois de alguns anos a trabalhar como Enfermeira a nível hospitalar, enveredou pela carreira do Ensino de Enfermagem, onde desenvolveu a sua Carreira Profissional na Escola Superior de Enfermagem da Guarda, e mais tarde, Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico da Guarda, de onde se aposentou em Abril de 2011.

Irene Valente depois de uma vida consagrada à enfermagem e ao ensino da enfermagem, a autora
retirou-se para se dedicar à escrita e ao estudo das terapias alternativas nas quais apresenta uma larga formação.Em 2013 publicou na MinervaCoimbra "Percursos, vivências e novos caminho" cuja edição se encontra praticamente esgotada. É ainda autora de diversos artigos publicados em Revistas da Especialidade, e dos livros: "Autoconceito em estudantes de Enfermagem"; "Autoconceito no Jovem Adulto" ; "Avaliação Sumativa" - Dissertação do curso de Pedagogia Aplicada ao Ensino de Enfermagem.

quarta-feira, junho 25, 2014

VILA FRANCA DE XIRA APRESENTAÇÃO DO ROMANCE DE NUNO DE FIGUEIREDO «RENDIÇÃO E TREVAS» PRÉMIO LITERÁRIO ALVES REDOL [25 DE JUNHO, 21H30]






 Vai ser apresentado o romance "Rendição e Trevas" - Prémio Literário Alves Redol -  de Nuno de Figueiredo, com edição da MinervaCoimbra, na Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira, dia 25 de Junho (terça-feira), pelas 21H30. Com apresentação do Prof. Doutor Manuel Frias Martins da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa) esta sessão é  organizada pela Associação Promotora do Museu do Neo-Realismo e da Cooperativa Alves Redol.

Para Vasco Pereira da Costa «Rendição e Trevas» "é um livro preocupante naquilo que tem de luminoso e de vaticinador. 
É uma digressão amarga sobre o nosso próprio país." 

 De salientar que Nuno de Figueiredo tem publicadas mais de três dezenas de obras, entre a poesia, contos,  romance e ficção, a  muitas das quais foram atribuídos prémios  literários.  Em 2013 pela Câmara Municipal de Coimbra o Prémio Literário João José Cochofel/Casa da Escrita e também em 2013 o Prémio Literário Poesia Florbela Espanca, Câmara Municipal de Vila Viçosa, com o livro Longo  Caminho  para Casa também editado pela MinervaCoimbra.
     
Nuno de  Figueiredo é natural de Coimbra onde reside e trabalha. Licenciado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico
estudou na Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra, onde fez  os estudos preparatórios de Engenharia Civil.

A sua divulgação poética teve início em 1985 com publicação do livro 0 Desencanto em Canto (edição de autor)e estende-se ate hoje com diversos títulos , o último dos quais é Crepúsculo, de 2014 (Tartaruga), Prémio Fernão de Magalhães  Gonçalves 
    Em 1997 e 1998  publicou também com a MinervaCoimbra "Ar.Mar.Amar e      "Chão. Fogo. Amorcom o pseudónimo Alberto Marques.

   Na ficção estreou-se em  1997 com  o romance Os Dias Gloriosos do  Império,  primeiro volume da  trilogia Vida  e  Morte  de  Inocêncio, e publicou em  seguida      vários   livros   de   Contos   romances,  sendo  os últimos Vida   Sombra  (Casa  das  Letras) Prémio Miguel Torga, 
 e  Rendição  e Trevas (MinervaCoimbra), - Prémio Alves Redol;

Longo  Caminho  para Casa  foi   distinguido  em   2013  com o  Prémio Literário 
Florbela Espanca- Poesia, instituído pelCâmara Municipal dVilViçosa e agora editado pela MinervaCoimbra.

Pelo  meio ficam  cerca  de  três  dezenas de  outras obras  - poesia, contos, romances - a muitas  das quais foram atribuídos prémios literários. Escrevpara jornais e revistas  de letras  e  es representadem  recolhas e antologias.