sábado, dezembro 12, 2009

Expressiva homenagem às vítimas dos incêndios florestais



As Edições MinervaCoimbra e a ADAI - Associação para o Desenvolvimento da Aerodinâmica Industrial promoveram o lançamento do livro “Cercados pelo Fogo - Parte 2. Relato dos acidentes fatais ocorridos em Portugal nos incêndios florestais de 2005”, da autoria de Domingos Xavier Viegas, com apresentação de Duarte Caldeira, presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses.

Neste volume Domingos Xavier Viegas publica um relato dos acidentes ocorridos nos incêndios florestais que deflagraram em Portugal no ano de 2005, causando a morte de 22 pessoas.

O livro, com prefácio também de Duarte Caldeira, surge na sequência de um outro com o mesmo título, editado em 2004, sobre as vítimas dos incêndios ocorridos em 2003.

“Quando acabamos de ler este «Cercados pelo Fogo - Parte 2», concluímos que ele, em conjunto com a edição publicada em 2004, constitui a mais expressiva homenagem que, até à data, foi feita às vítimas dos incêndios florestais ocorridos em Portugal nos anos de 2003 e 2005”, refere Duarte Caldeira.

De acordo com o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, apesar de ao ler o livro de Domingos Xavier Viegas, e de acordo com o seu trabalho científico, o leitor ter a expectativa de nele encontrar respostas para os acidentes dos quais resultaram perdas de vidas, a verdade é que “somos agradavelmente surpreendidos com relatos inspirados por uma apurada sensibilidade que, em muitos momentos, nos faz esquecer o processo de investigação para nos deixarmos conduzir pela teia de sentimentos humanistas que o método de narração escolhido pelo autor nos suscita”.

Daí que, afirma, este livro represente “um valioso contributo para a memória futura deste drama que dilacera as florestas portuguesas há cerca de três décadas, isto é, os incêndios e o repositório de morte e destruição que lhes estão associadas”.

Incluem-se neste livro os acidentes de Mortágua, de Pampilhosa da Serra, de Oliveira de Azeméis e de Mogadouro, ocorridos em 2005, envolvendo Bombeiros, os de Cortes, Algaça e Sertã, também de 2005, mas envolvendo civis, e também o de Famalicão, ocorrido em 2006 e o de Guadalajara e de Cerdedo, ocorridos em Espanha. Embora a maioria destes acidentes envolva um cerco pelo fogo, alguns deles resultaram de acidentes na estrada e, pelo menos dois, de exaustão e de sobreexposição ao calor e ao fumo por parte de Bombeiros.

Embora se baseie num trabalho de investigação científica realizado pelo autor e pela sua equipa este livro destina-se ao público em geral, para aumentar a sensibilidade das pessoas para o problema. Constitui uma leitura indispensável para todas as pessoas que trabalham ou vivem junto da floresta e interessa a todos aqueles que estejam empenhados na defesa da Natureza e da Vida.

O livro contém ainda uma reflexão feita pelo autor sobre a situação da prevenção dos incêndios florestais em Portugal e as mudanças operadas desde 2003.

Na sessão estiveram presentes várias entidades ligadas à Protecção Civil, bem como familiares de Bombeiros vitimados nos acidentes relatados no livro.









Sem comentários: